Rayssa Leal

Como Rayssa Leal influenciou o mercado esportivo

Rayssa Leal ganhou o coração dos brasileiros e movimentou o mercado esportivo

Rayssa Leal, a Fadinha do Skate, conquistou medalha de prata na última segunda-feira (26), nas Olimpíadas de Tóquio-2020. Mas não é só o pódio que Rayssa ganhou, a skatista de apenas 13 anos encheu o coração dos brasileiros de alegria e esperança de grandes novas campanhas de atletas no esporte.

“Só sei agradecer”, disse Rayssa Leal após gravar seu nome na história dos Jogos Olímpicos na categoria street skate. No ramo dos negócios ligados à modalidade esportiva, a gratidão é certamente recíproca. Graças à vitória da “Fadinha”, o movimento nas lojas de skate foi movimentado nos últimos dias.

“Nunca vi uma segunda tão movimentada por aqui. Abrimos as portas às 9 horas. Às 10, já não havia mais vagas no nosso estacionamento para clientes. As ligações e mensagens do público nas nossas redes sociais atrás dos nossos produtos também não param”, conta Alexandre Dantas, coordenador da Blunt Skate Shop, misto loja e escola para praticantes do esporte radical, em Belo Horizonte.

Nike também abordou a história de Rayssa Leal para a nova campanha. A ação global da marca foi batizada de Novas Fadas – Vai no Novo. Confira:

O propósito da campanha criada pela agência Wieden+Kennedy é inspirar o público a valorizar o esporte e mostrar que deve haver igualdade de gênero, conforme destacou Gustavo Viana, diretor de Marketing da FISIA, distribuidora oficial Nike no Brasil.

“A jornada da Rayssa é uma inspiração para todas as meninas ao redor do mundo. Mostra que é possível ser criança e acreditar em contos de fadas, mas, ao mesmo tempo, ter coragem e adentrar em um espaço que antes não era considerado para meninas”, apontou em comunicado.

Efeito Rayssa Leal

As buscas pelo termo “skate” no Google registraram pico depois da conquista de medalhas por brasileiros. O Google também registrou um aumento súbito de interesse na modalidade de “compras” do buscador. Houve um pico de buscas por compras de skate às 1h de 26 de julho.

Outra gigante que se beneficiou da visibilidade da Fadinha nas Olimpíadas de Tóquio foi a Netshoes. As vendas de artigos esportivos ligados ao skate dispararam na plataforma na segunda-feira (26), após Rayssa Leal conquistar medalha de prata. Segundo a empresa, as vendas ontem subiram 79,7% em relação ao registrado na segunda-feira da semana passada (19).

Rayssa se tornou um fenômeno nas redes sociais. Após descer do pódio, ela foi questionada pelos repórteres sobre o aumento de seguidores, ela respondeu sorridente: “O que é isso, minha gente? Não sabia, não”. E confessou: “Desde o começo, quando eu comecei nas redes sociais, sempre foi meu sonho ter meu primeiro milhão. Ontem, eu ganhei o primeiro milhão, e hoje eu já tenho dois e ainda a medalha?”.

No momento em que esta postagem é escrita, Rayssa Leal já ultrapassou a marca dos 6,1 milhões de seguidores no Instagram. Segundo informações do Facebook, ela é hoje a terceira atleta brasileira mais seguida na rede social. Somente nas 24 horas após a conquista da medalha olímpica, o crescimento na mídia foi de 289%. Em uma semana de Japão, o número total de interações (curtidas e comentários) foi de 348 mil para 7,64 milhões.

Futuro do mercado esportivo

Para José Estevão Cocco, um dos pioneiros do Marketing Esportivo no Brasil, apesar da pandemia, o esporte se manteve vivo nos últimos meses, assim como as atenções, mesmo com grandes eventos fechados para o público, como ocorreu nas Olimpíadas de Tóquio. “Eventos esportivos precisam acontecer para que a programação das emissoras se mantenham”, isso se também se aplica para modalidades esportivas menores, como Campeonatos da Série B e C. “Isso é amostragem de que o Marketing Esportivo não vai acabar, principalmente com o avanço da internet. Existem produtos para todos os gostos”, finaliza.

Essa crescente pode influenciar em futuras parcerias com grandes marcas, não apenas para Rayssa, mas para atletas que assim como ela, estão em ascensão no esporte. Em entrevista ao Portal Uol, ela disse estar muito feliz com todas as meninas que lhe enviaram mensagens no Instagram contando que passaram a andar de skate por causa dos vídeos dela. E lembra: “Eu fico muito feliz, porque foi a mesma coisa comigo. Eu tinha mostrado um vídeo da Letícia [Bufoni] andando de skate, daí meu pai viu e ficou ‘ah, beleza'”. Em pouco tempo, ela já estava com sua primeira prancha. Esperamos que o “efeito Rayssa Leal” venha para ficar.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas