Pietro Labriola assume presidência da Conexis Brasil Digital

CEO da TIM representará a entidade por um ano e acumulará ainda a presidência da Telebrasil e da Febratel

CEO da TIM, Pietro Labriola, assume a presidência da Conexis Brasil Digital, nesta sexta-feira (23/7), para um mandato de um ano. Ele substitui Rodrigo Abreu, CEO da Oi. Labriola também acumulará a presidência da Telebrasil e da Febratel. O economista Marcos Ferrari segue como presidente executivo da entidade.

CEO da TIM desde 2019 e na operadora há quase 14 anos, Labriola foi Chief Operating Officer da empresa entre 2015 e 2018. Graduado em Administração pela Universidade de Studi di Bari, com especialização em Inovação e Tecnologia pela Advanced School of Management (ASMIT), o executivo assume a presidência da Conexis em um momento de grande importância para o setor, que se prepara para o leilão do 5G.

“A missão da Conexis nesse importante momento de evolução é contribuir para a eficaz introdução da nova tecnologia 5G que é fundamental para o futuro do país econômica e socialmente. Como representantes do setor, lideraremos o debate pensando sempre em como as telecomunicações podem e devem agregar para a vida das pessoas”, afirma o CEO.

A Conexis Brasil Digital reúne as empresas de telecomunicações que são as plataformas de conectividade da economia digital. A entidade substituiu a marca do SindiTelebrasil num movimento de reforço do propósito do setor de promover a digitalização do país. Desde a pandemia da Covid-19, quando os serviços de conectividade se mostraram ainda mais indispensáveis, as empresas mantiveram os investimentos e a qualidade na prestação dos serviços. Com investimentos acima de R$ 30 bilhões por ano, o setor tem acompanhado uma queda continua e acelerada nas reclamações de usuários.

Veja também: TIM apresenta série sobre 100 anos de participações brasileiras em Olimpíadas.

Mario Girasole, Vice-Presidente de Assuntos Regulatórios, Institucionais e Imprensa da TIM, também assume nesse período a presidência do Conselho de Signatárias do SART (Sistema de Autorregulação das Telecomunicações), que é um conjunto de princípios, regras, estruturas organizacionais, instrumentos, mecanismos de deliberação e procedimentos de autodisciplina que visam permitir uma regulação efetiva e eficiente do setor de telecomunicações no âmbito da Conexis.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas