Pesquisa da Capgemini mostra que grande parte dos CMOs já são orientados para dados e tecnologia

O rápido crescimento do comércio eletrônico durante a pandemia de Covid19 aumentou a necessidade de obtenção de insights cada vez mais rápido, até mesmo em tempo real, para acompanhar a imediata mudança de comportamento dos consumidores. Uma das consequências é a transformação do perfil de habilidades necessárias para gerir um departamento de marketing. Segundo dados do relatório “A new playbook for chief marketing officers: Why CMOs should enable real-time marketing to drive sustained growth (Um novo manual para diretores de marketing: Por que os CMOs devem habilitar o marketing em tempo real para impulsionar o crescimento sustentado, em livre tradução para o português), desenvolvido pelo Capgemini Research Institute, cerca de três quartos dos CMOs (Chiefs Marketing Office) entrevistados já são responsáveis por contribuir para o crescimento dos negócios (76%), e em adotar dados e tecnologia (74%) para apontar soluções em tempo real. Apesar das novas atribuições, apenas 12% desses profissionais têm o acesso às informações, recursos adequados, ou mesmo afinidade com a utilização de dados para impulsionar e extrair valor para os negócios. O Capgemini Research Institute entrevistou mais de 1.600 executivos de marketing com foco em negócios para consumidores (B2C) e representando uma variedade de setores, incluindo automotivo, bancário, bens de consumo, seguros, varejo, telecomunicações e serviços públicos, de todo o mundo. A Capgemini também conduziu entrevistas detalhadas com 25 CMOs e outros executivos de marketing.

O marketing em tempo real pode processar, analisar e aproveitar os dados em seu ponto de entrada para aprimorar rapidamente as campanhas de comércio digital, o conteúdo e as entregas. O relatório indica que as organizações que contam com profissionais de marketing com habilidade em lidar com dados se tornam marcas com melhor reputação, satisfação do cliente mais elevada e taxas de conversão e retenção maiores.

Jean-Pierre Villaret, Head da Frog Europe, parte da Capgemini Invent explica: “A pandemia de COVID-19 acelerou a digitalização de uma forma que ninguém poderia ter previsto. Os volumes de dados de clientes estão crescendo à medida que aumentam as vendas on-line. Isso fornece uma série de oportunidades para que os CMOs e departamentos de marketing entendam e atendam melhor seus consumidores. Além disso, uma parte dos profissionais de marketing está conseguindo extrair todo o potencial do marketing em tempo real apoiando-se em dados e percebendo os benefícios que traz em relação ao reconhecimento da marca, satisfação do cliente, retenção e conversão. A tarefa agora – para a maioria dos profissionais de marketing – é modernizar seus recursos de dados, aprimorar e requalificar sua força de trabalho para manterem-se competitivos em relação as expectativas da aplicação correta dessas novas tecnologias”.

Embora todos os profissionais de marketing estejam usando dados de alguma forma, a maioria não está utilizando esse tipo de inteligência para as tomadas de decisões do departamento. Por exemplo, apenas 43% afirmam que suas equipes adotam essas informações para criar uma estratégia da chegada de um novo produto ou serviço no mercado, e 40% apenas usam esses dados para modificar estratégias de campanha. Porém, 42% dos entrevistados confirmam que, ao aproveitar os dados disponíveis, a equipe tem conseguido ser mais ágil no atendimento às necessidades do cliente e do mercado.

Profissionais de marketing orientados por dados – aqueles que processam, analisam e alavancam inteligência para ajustar campanhas, conteúdo e resultados – desfrutam de inúmeros benefícios: 88% dizem que podem adaptar e alterar seu material com base em informações em tempo real. Comparando com os profissionais tradicionais o número cai radicalmente para apenas 38%.

93% dos primeiros ficaram muito satisfeitos com suas iniciativas de marketing em tempo real, frente a apenas 46% dos profissionais tradicionais.

54% dos trabalhadores de marketing orientados por dados disseram que os benefícios da modalidade em tempo real superaram suas expectativas.

O CMO muda o foco

Para os profissionais de marketing tradicionais (que não se qualificam como ‘orientados por dados’), alcançar os colegas de alto desempenho requer uma mudança fundamental nas funções, habilidades e capacidades. A pesquisa da Capgemini identificou que essa transformação está ocorrendo principalmente no topo da escada do marketing, caracterizada por uma conversão em direção a um maior controle e tomada de decisão entre os CMOs.

Junto com a responsabilidade por dados e tecnologia, cerca de um terço dos CMOs são diretamente responsáveis por reunir e compreender a inteligência do consumidor e do mercado e as tendências. Entre as novas atribuições também estão supervisionar tecnologias de marketing, como ferramentas de Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente (CRM) ou plataformas de automação de marketing.

Mesmo em meio a tantas transformações e a necessidade de buscar novos conhecimentos agregados, 60% dizem já estrem envolvidos em decisões críticas relacionadas ao crescimento e valor a longo prazo das organizações, como estratégia de ganho de mercado e desenvolvimento de novos produtos.

Oportunidade de transformar habilidades e capacidades

Apesar das mudanças nas funções e habilidades dos CMOs, essa nova realidade ainda não foi suficientemente refletida dentro dos departamentos de marketing forma mais ampla. Para preparar a área para ser alicerçado em dados, os CMOs precisarão implementar mais tecnologia e superar o déficit de habilidades para lidar com essas questões dentro do seu setor. Menos da metade afirma ter estabelecido os recursos de dados e tecnologia necessários para fornecer marketing baseado em dados. O que demostra uma oportunidade significativa de transformação para o setor, por exemplo:

45% têm uma plataforma de dados do cliente que fornece uma visão unificada e única dos consumidores, e 47% dos entrevistados contam com uma estrutura de coleta de dados que define quais serão captados, qual é sua finalidade e como serão utilizados.

44% afirmam ter conhecimento adequado e habilidades em áreas como Inteligência Artificial e Machine Learning ou análise e ciência de dados.

Menos da metade (45%) tem habilidades de marketing digital social e uma proporção semelhante (46%) afirma ter competências suficientes em realidade aumentada e virtual.

De acordo com o relatório, para eliminar essas lacunas, os departamentos de marketing buscarão internalizar essas atividades. No geral, metade dos profissionais de marketing concorda que suas organizações estão tentando desenvolver habilidades e capacidades nas próprias equipes ao invés de estabelecer parcerias com fornecedores externos.

Atualmente, 81% dos profissionais de marketing fazem parceria com agências para atividades que incluem branding, estratégia e marketing digital.

Quase dois terços (60%) fazem parceria com provedores de dados, enquanto um pouco menos da metade (46%) trabalha com empresas de tecnologia de marketing (por exemplo: marketing em nuvem, CRM).

Hoje, 24% dizem que absorverão essa necessidade internamente nos próximos dois a três anos.

Para os CMOs que buscam fazer o movimento em direção aos dados, a Capgemini identificou seis áreas críticas que os profissionais devem se preparar para obter um ambiente de marketing com essas qualificações:

  • Criar uma visão clara para a estratégia de marketing
  • Implementar um processo de coleta de dados baseado em estrutura
  • Garantir que o talento esteja equipado com uma linha de base de dados e habilidades criativas, ao mesmo tempo que habilita outros especialistas
  • Acelerar a colaboração em todo o ecossistema de marketing
  • Reimaginar a jornada do cliente com engajamento em tempo real
  • Integrar a construção da marca de longo prazo e os compromissos de marketing de curto prazo

Mais informações estão disponíveis no relatório completo, que pode ser acessado aqui.

 

#Abramark, #Capgemini

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A Abramark – Academia Brasileira de Marketing é uma iniciativa e propriedade intelectual do MadiaMundoMarketing, idealizada no final dos anos 1990, institucionalizada em março de 2004 e que tem como missão instituir e disseminar a melhor cultura e práticas da Administração Moderna e de sua ideologia, o Marketing, no ambiente corporativo brasileiro, conforme os ensinamentos de Peter Ferdinand Drucker.

CONTATO

Entre em contato com nosso time clicando em um de nossos canais abaixo:

11 3231-2339

Rua Aracaju, 225 – 9º andar
Higienópolis – São Paulo – SP
CEP 01240-030

NewsLetter

Fique ligado no que acontece no mundo do Marketing e receba em primeira mão, notícias, acontecimentos e muito mais…

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Direitos reservados © 2021-2022. Em conformidade com a LGPD.

Gestão e desenvolvimento de Projetos Digitais

Pesquisa

Pesquise abaixo conteúdos e matérias dentro da ABRAMARK

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas