Representação visual da comunidade LGBTQI+ continua baixa e estereotipada

Pesquisa da Getty Images e GLAAD revela que apenas 21% dos entrevistados veem pessoas LGBTQI+ representadas regularmente e, quando o fazem, as representações são estereotipadas

Getty Images, líder mundial em comunicações visuais, em parceria com o GLAAD, organização de defesa de mídia LGBTQI+, anunciou neste mês a mais recente iniciativa em sua parceria exclusiva que visa aumentar a visibilidade ao mesmo tempo em que desafia os estereótipos visuais clichês e nocivos da comunidade LGBTQI+. A nova orientação é uma resposta direta à pesquisa recente da Getty Images, que demonstra que a representação visual geral LGBTQI+ continua baixa e estereotipada em todo o mundo.

“Embora saibamos que o aumento da representação impacta positivamente o aumento da aceitação, nossa pesquisa também mostrou que os indivíduos LGBTQI+ continuam grosseiramente sub-representados na mídia”, disse Tristen Norman, chefe de Creative Insights para as Américas da Getty Images e iStock. “Mesmo quando essa comunidade está representada, as empresas e a mídia dependem muito de imagens estereotipadas e pouco autênticas.”

A pesquisa Visual GPS 2021 da Getty Images descobriu que apenas 20% dos entrevistados globais do Visual GPS afirmou ver pessoas LGBTQI+ representadas regularmente em imagens, e disse que quando o fazem, muitas vezes esta representação é estereotipada. Nos EUA, esse número é um pouco maior, ficando em 25%.

Os entrevistados globais afirmaram que:

  • 30% dessas imagens retratam gays como “femininos”
  • 29% dessas imagens mostram pessoas LGBTQI+ carregando a bandeira do arco-íris em alguma capacidade
  • 29% de tais imagens retratam mulheres lésbicas como “masculinas”
  • 28% dessas imagens retratam gays como “extravagantes”

Essas percepções deixaram alguns anunciantes hesitantes quando se trata de representar proativamente a comunidade LGBTQI+ em suas campanhas e comunicações, especialmente fora do Mês do Orgulho LGBTI+. No início deste mês, o GLAAD e a Procter & Gamble lançaram o “The Visibility Project”, um novo programa do GLAAD dedicado a aumentar a qualidade, quantidade e diversidade de imagens LGBTQI+ na publicidade. A P&G e o GLAAD também anunciaram as descobertas de um estudo recente de executivos de marketing e publicidade em que quase 81% dos anunciantes concordaram que uma “exposição inautêntica de pessoas LGBTQI+ levaria a uma reação maior do que não incluí-los” e quase 80% dos anunciantes concordou que é “difícil representar adequadamente a comunidade LGBTQI+ porque a comunidade é complicada e tem muitas nuances”.

“O guia que criamos com a Getty Images busca dar às marcas e empresas de todos os tamanhos a confiança de que precisam para representar a comunidade LGBTQI+ de maneira inclusiva, autêntica e cuidadosa, sem medo de reações adversas ou de ‘errar’”, disse Nick Adams, Diretor de Representação de Transgêneros do GLAAD. “Em vez de evitar representações ou confiar em estereótipos, criamos orientações sobre como representar autenticamente a comunidade LGBTQI+ de forma a criar conexões duradouras. O aumento da representação de pessoas LGBTQI+ em suas comunicações demonstra sua ênfase intencional em torno da diversidade e faz um compromisso público de seu apoio a esta comunidade.”

“Além disso, nossa pesquisa sugere que pessoas LGBTQI+ em países com menos representação LGBTQI+ nos visuais que os cercam, incluindo mídia e publicidade, na verdade, relatam ter experimentado mais discriminação e preconceito anti-LGBTQI+ – por exemplo, na Alemanha, onde a representação é menor, a discriminação é maior, ao contrário do que acontece nos EUA. O que quer dizer que imagens autênticas que capturam de forma precisa e positiva as nuances dessa comunidade diversificada não são apenas necessárias, mas podem ter um impacto positivo global”, disse Norman.

Lançado este mês, o Guia LGBTQI+ para narrativa visual inclusiva oferece a marcas e empresas recomendações práticas para fazer escolhas visuais mais inclusivas com segurança ao retratar a comunidade LGBTQ + mais ampla. Criado como parte de uma colaboração contínua com o GLAAD, este guia segue o lançamento de dezembro de 2020 das Diretrizes para Transgêneros Getty Images e o GLAAD, que foram elaboradas para apoiar fotógrafos e videógrafos da Getty Images e iStock em seus esforços para melhor representar a diversidade da comunidade transgênero, abordando terminologia, clichês a evitar e como criar um conjunto seguro e acolhedor.

Para navegar por uma coleção de imagens e vídeos com curadoria do GLAAD e para ver o Guia LGBTQI+, clique aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas