eventos 2021

Setor de eventos prevê retomada de ações com público em um “cenário próximo”

Head Estratégico da Less Click analisa o que pode ser feito na volta das agendas presenciais

A pandemia da Covid-19 ainda não acabou. Mas, em um cenário de retorno à normalidade, é preciso estar atento a protocolos de segurança para barrar qualquer ameaça de novas ondas de contaminação pelo coronavírus. Para Diego Chandelier, head estratégico da Less Click, novas formas de garantir a entrada para futuros eventos devem ser realizadas, a fim de conter as aglomerações geradas pelo público nas bilheterias de forma presencial. Para ele, o setor de eventos já se prepara retomada.

“Com a pandemia, a tecnologia proporcionou que muitas atividades possam ser feitas de casa, como a compra de ingressos, por exemplo. E, na volta das agendas presenciais, que já estamos vislumbrando, a demanda pelas plataformas de venda poderá ser alta e significativa. Por isso é importante desenvolver e preparar as filas online para que não ocorra qualquer tipo de queda no sistema e evitando, também, a famosa aglomeração nas bilheterias”, explica Diego.

Testagem em futuros eventos

Para além das filas online, Diego reforça a importância da testagem na população antes dos eventos. “As empresas que realizarem jogos, feiras e, principalmente, shows, precisam ter em mente que, para um ambiente seguro, testar quem irá participar é de suma importância. O cuidado com as pessoas que apresentarem resultado negativo terá de ser tão primário quanto o evento em si. Assim, saúde e segurança estarão em primeiro lugar”, diz.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas