Facebook planeja smartwatch com duas câmeras

O smartwatch do Facebook terá uma câmera na frente da tela do relógio para vídeo chamadas e uma câmera com foco automático 1080p na parte traseira

O Facebook está adotando uma abordagem inovadora para seu primeiro smartwatchque, apesar de não confirmado pela empresa, deve estar disponível no próximo verão do Hemisfério Norte, ou seja, o próximo inverno no Hemisfério Sul, metade de 2022. O dispositivo contará com uma tela com duas câmeras que podem ser removidas do pulso para tirar fotos e vídeos que podem ser compartilhados com o pacote de aplicativos do Facebook, incluindo o Instagram.

O smartwatch do Facebook terá uma câmera na frente da tela do relógio para vídeo chamadas e uma câmera com foco automático 1080p na parte traseira para capturar imagens quando desconectada do pulso. Segundo o The Verge, Facebook está em busca de empresas para criar acessórios para prender o hub da câmera em mochilas, por exemplo.

A ideia é incentivar os proprietários do relógio a usá-lo da mesma forma que os smartphones são usados ​​atualmente. É parte do plano do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, de construir mais dispositivos de consumo que contornem a Apple e o Google, os dois criadores dominantes da plataforma de telefonia móvel que controlam amplamente a capacidade do Facebook de alcançar as pessoas.

Para chegar ao relógio inteligente, a companhia trabalha com as principais operadoras sem dos Estados Unidos para conseguir oferecer suporte à conectividade LTE. Assim, o dispositivo não precisará ser emparelhado com um celular para funcionar.

O smartwatch do Facebook deve ser vendido nas cores branco, preto e dourado. A ideia da empresa de Zuckerberg é vender, inicialmente, centenas de milhares das peças, uma fatia pequena do mercado. A Apple, por exemplo, vendeu 34 milhões de relógios em 2020.

Em futuras versões do relógio, o Facebook está planejando que ele sirva como um dispositivo de entrada paraados óculos de realidade aumentada , que Zuckerberg acredita que um dia serão tão onipresentes quanto os telefones celulares. A empresa planeja usar tecnologia adquirida da CTRL-labs, startup que já demonstrou braçadeiras capazes de controlar um computador por meio de movimentos de pulso.

Contudo, Zuckerberg ainda pode descartar o relógio, já que o dispositivo não entrou em produção em massa nem recebeu um nome oficial. Afinal, o Facebook não tem um bom histórico com hardware, como o celular de 2013, em parceria com a HTC, um fracasso de vendas.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas