Após críticas, Farm se desculpa por código de venda em nome de Kathlen

Internautas se revoltaram após atitude da Farm em suas redes sociais

Após divulgar um post nas redes sociais com um código de venda em nome de Kathlen Romeu, a Farm se retratou pela atitude. Nesta quarta-feira (9), a grife pediu desculpas pelo mal-entendido, disse que vai cancelar a ideia e que a mesma foi pensada por uma vendedora.

A revolta causada nas redes sociais aconteceu por um texto em que a grife afirma que toda venda feita com o código on-line de Kahtlen seria revertida em apoio à família da jovem levou internautas a acusarem a marca de ser oportunista, de estar lucrando com a morte da vendedora.

“Também estamos disponibilizando suporte psicológico e emocional a todos os que necessitem através do nosso gente & gestão. A partir de hoje, toda a venda feita no código de Kathlen – E957 – terá sua comissão revertida em apoio para sua família, reforçando que nós também vamos apoiá-la de forma independente e paralela. Sabemos que nada que fizermos poderá trazer Kath de volta mas nos comprometemos a acelerar ainda mais nossos processos de inclusão e equidade racial para transformar as cruéis estatísticas que levam vidas jovens negras como a de Kath a cada 23 minutos no nosso país. As vidas de Kath e seu bebê importam. Vidas negras importam. Aqui, hoje, sempre. Transformar é urgente”, dizia o post publicado pela Farm.

A ação da Farm recebeu uma série de críticas e teve grande repercussão nas redes sociais. “Sério que vc não tem vergonha de defender isso? A questão não é o cliente ajudar. A questão é a empresa querer lucrar com a morte da menina! Transformar o luto em venda. É um absurdo”, disse uma internauta.

No mesmo dia (09), a Farm se desculpou por meio do Instagram, cancelando a ideia e que a mesma foi pensada por uma vendedora. “A Farm vem a público se desculpar pela ação que envolveu o uso do código de vendedora de Kathlen Romeu nesse momento tão difícil. Com vocês, entendemos a gravidade do que representou esse ato, por isso, retiramos o código E957 do ar. Continuaremos dando o apoio e suporte à família, como fizemos desde o primeiro momento em que recebemos a notícia”, escreveram em novo post e também na edição do antigo.

Em comunicado enviado à imprensa, a grife se desculpa mais uma vez e afirma que vai reverter integralmente as vendas que tenham sido geradas através do código de Kathlen nesta quarta para a família da vendedora.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas