Stone cria linha de “Chá de cadeira” para quem perde tempo na burocracia dos bancos

Criado pelo StoneLab, hub criativo da fintech, o kit será vendido por R$ 16, uma alusão ao horário de fechamento das agências

Chega a ser um contrassenso que, em pleno século 21, ainda tenha gente que precise tirar um dia inteiro para ir ao banco. E além das filas e da demora para conseguir falar com alguém que resolva um problema, na era do 24 horas, instantâneo e digital, as agências funcionam das 10h às 16h. Para escancarar esse absurdo, a Stone, fintech de soluções financeiras que atende em até cinco segundos, lançou o kit de Chás de Cadeira – limitado e sarcástico, mas real – com três sabores inspirados nas maiores esperas e dores dos empreendedores em relação aos serviços bancários.

Em parceria com a Infusiasta, cliente da Stone que produz chás artesanalmente no Rio de Janeiro, foram desenvolvidos três mix de ervas que serão vendidos pelo site da empresa carioca. O chá Senha Infinita, por exemplo, é um misto de capim-limão, cúrcuma e gengibre, “com ingredientes colhidos em campos distantes da burocracia e efeito restaurativo”, segundo o rótulo. Já o relaxante Uma Hora de Musiquinha contem hibisco, laranja e erva cidreira. E o Dia de Banco mistura chá preto, alfavaca-cravo e especiarias para uma ação estimulante. Todos têm o gosto bom de ser atendido com agilidade e eficiência. O kit custa R$ 16 e começará a ser vendido às 16 horas do dia 21, referência ao horário de fechamento das agências.

A ação faz parte da campanha ‘menos banco, mais negócio’, lançada no início do mês pela Stone. A mensagem retrata a estratégia da companhia de se posicionar como principal parceira do empreendedor brasileiro, com um atendimento diferenciado e uma oferta completa de serviços que facilitam a vida de quem tem seu próprio negócio no País. O conceito do kit foi criado pelo StoneLab, hub criativo da própria fintech. Além dos chás em si, com seus rótulos irônicos, há também uma carta intitulada “Ninguém aguenta mais esperar”.

Criar e vender o kit tem como objetivo mostrar o quão surreal é, nos dias de hoje, alguém tomar um chá de cadeira toda vez que vai ao banco. “E isso num momento no qual existe uma batalha enorme para incluir digital, financeira e socialmente milhões de brasileiros”, diz Augusto Lins, presidente da Stone. “O que nós queremos é facilitar o acesso, estabelecer uma relação de confiança para contribuir com a democratização dos meios de pagamento e dos serviços financeiros”, completa.

A Stone nasceu com o objetivo de empoderar o pequeno e médio empreendedor brasileiro, que sempre reclamou do atendimento de um setor muito verticalizado e concentrado. Por isso, mantém desde o início uma equipe 100% própria, e sem máquinas, com atendimento humanizado ao cliente, onde as ligações são atendidas em segundos e mais de 90% dos casos são solucionados na primeira chamada. “A burocracia desnecessária toma tempo e nós, ao contrário, queremos que nossos clientes tenham tempo para cuidar do que realmente importa: o negócio deles”, conclui Lins.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas