general motors administração moderna peter drucker educação empreendedorismo

Drucker’s Daily – 0052 – A sociedade e a Economia do Conhecimento

A Economia do Conhecimento é algo que vem desde a antiguidade, já que a maior arma dos povos segue sendo o conhecimento. Após a segunda Guerra Mundial, num período que Peter Drucker denominou por “Revolução da Gestão” o conhecimento passou a ser o motor da mudança das sociedades, da economia, do comportamento e da cultura, passando-se a falar de Economia do Conhecimento.

Em 1993, o mesmo Peter Drucker disse que “no passado, as fontes de vantagem competitiva eram o trabalho e os recursos naturais, agora e no próximo século, a chave para construir a riqueza das nações é o conhecimento.”

Com o crescente volume e complexidade do conhecimento e com o desenvolvimento das tecnologias, as organizações passaram a ter a necessidade de gerir este recurso com a mesma atenção que já era dedicada aos recursos tradicionais capital e trabalho, surgindo assim a gestão do conhecimento.

A gestão do conhecimento é entendida como a “gestão do saber”, dentro de cada organização, utilizando novas tecnologias e passa pela capacidade que a organização tem para identificar e codificar conhecimento, estimular o seu desenvolvimento e facilitar a sua aplicação.

Mas se as organizações públicas e privadas se esforçam para gerir o conhecimento, de forma mais eficaz, ganhando vantagens competitivas, os resultados são pouco visíveis e são diversas as pesquisas que alertam para os débeis resultados da gestão do conhecimento. Confira o Drucker’s Daily de hoje sobre a Economia do Conhecimento:

Segundo indicaram especialistas do Observatório IPEA, a solução para o problema pode encontrar-se na mudança da cultura interna da organização, criando um ambiente de gestão de capital intelectual que tenha em consideração um desenvolvimento económico e social, baseado na sustentabilidade endêmica de cada organização.

Assim, fala-se então de uma gestão do conhecimento sustentável, capaz de gerar riqueza, tendo em consideração uma harmoniosa gestão dos recursos e a criação de riqueza não só económica mais também social. Se esta receita for igualmente utilizada na administração dos países, permitirá a construção de uma sociedade mais equilibrada, equilibrada e justa.

Para conferir os episódios anteriores do Drucker’s Daily, clique aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas