reels-instagram-facebook-tiktok

Análise: O Reels realmente veio para ficar?

Para bater de frente com concorrente TikTok, testes do Facebook Reels começam nos EUA

Depois do Instagram, o Facebook está criando sua própria versão do TikTok, também chamada de Reels. O novo recurso do Facebook permite o compartilhamento de vídeos curtos no feed ou em grupos da rede social. No momento, os testes ocorrem nos Estados Unidos.

A nova funcionalidade deve ter conexão com o Instagram, que já possui seu próprio Reels e também vai ganhar uma atualização para permitir que o conteúdo seja exibido no Facebook. A princípio, as duas versões do Reels devem aparecer de forma separada na página inicial da rede social de Mark Zuckerberg.

Desde o início da pandemia, o TikTok se consolidou como o aplicativo mais popular entre usuários, superando o Facebook no ranking de aplicativos de redes sociais mais baixados do mundo. É a primeira vez que isso acontece desde que o Nikkei Asia, diário econômico japonês, começou o levantamento em 2018. Esse destaque fez com que a disputa das plataformas digitais pela maior fatia da atenção do usuário ganhasse um novo capítulo no “pós-pandemia”.

Em julho, o YouTube entrou na corrida e anunciou o lançamento do YouTube Shorts, recurso semelhante ao TikTok, já está disponível em 100 países. A novidade permite a criação de vídeos curtos e estava disponível apenas em 24 países, incluindo Brasil, que tem acesso ao recurso desde 7 de junho.

O LinkedIn também foi afetado pela chegada da plataforma de vídeos. Além das empresas focadas em redes sociais, organizações de recursos humanos voltaram olhares ao TikTok para atrair candidatos. Enquanto o LinkedIn mostra profissionais de maneira mais polida, produtiva e positiva, o TikTok é a catarse compartilhada apenas durante o happy hour. Quando a pandemia fechou os escritórios (e bares), os funcionários recorreram à plataforma para lamentar as intermináveis ​​reuniões no Zoom, zombar dos clientes desagradáveis ​​e reclamar do esgotamento. “Isso permite que as pessoas mostrem quem elas são, o que eu considero um mérito incrível do TikTok”, diz Nick Tran, chefe de marketing global da empresa, à Forbes Brasil.

Reels x TikTok

É notório que o Reels ganhou espaço entre os usuários do Instagram. Com a proposta de ter tudo em um lugar só, o Reels traz uma série de possibilidades para o público.

Embora o TikTok só exista globalmente há dois anos, ele já se tornou um grampo cultural para a Geração Z. O TikTok tem mais de 2 bilhões de downloads e praticamente solidificou seu lugar como um titã da mídia social. Ele supera uma série de aplicativos baseados nos EUA que atraem o público mais jovem – incluindo o Instagram. Era único aplicativo entre os cinco primeiros do Sensor Tower que não era de propriedade do Facebook.

O Facebook já conquistou o poder do público do TikTok no passado com o fracasso do Lasso, um aplicativo que recebeu apenas 600.000 downloads em toda a sua existência.

Se o Facebook conseguir replicar o sucesso dos stories do Instagram com os Reels do Instagram, isso colocará uma tonelada de pressão no TikTok para manter seu crescimento.

Facebook Reels

Para criar um Reels, os usuários devem clicar no botão “Criar”, que vai aparecer no feed notícias da plataforma ao lado dos vídeos no novo formato. As opções de edição, efeitos e ferramentas parecem ser semelhantes as do Instagram. Segundo a própria empresa, a maior parte dos recursos vão ser combinados entre as duas plataformas.  Assim como acontece com o Instagram, os Reels do Facebook aparecem de acordo com os interesses da pessoa na rede social.

“Estamos muito focados em tornar mais fácil para qualquer pessoa a criação de vídeos e, em seguida, para que esses vídeos sejam vistos em todos os nossos diferentes serviços, começando com o Facebook e o Instagram primeiro”, disse Mark Zuckerberg a investidores.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o Facebook cria uma ferramenta parecida com empresas concorrentes. Em junho, a empresa anunciou o lançamento do Live Audio Room, a plataforma ainda abriu o recurso para ouvir podcasts em sua própria rede, parecido com o Clubhouse e Twitter Spaces (que saiu do ar no início de agosto).

Recursos e ferramentas de edição de vídeo

Tanto o TikTok como o Reels permitem que os criadores adicionem outros elementos aos vídeos. Música (para perfis comuns), filtros do Instagram, timer, countdown, alinhar objetos de diferentes vídeos para criar transições e aumentar a velocidade de gravação em até 5x são alguns dos principais recursos do Reels.

Parece bastante, mas o TikTok não fica atrás. Por ser pioneira nesse aspecto, a rede social é bem consolidada. Além de ter as mesmas opções do Reels, como biblioteca de música e velocidade acelerada, o TikTok oferece vários categorias de transições de vídeo para os criadores.

A plataforma também oferece formatos pré-estabelecidos que incentivam conteúdos diferentes, como o Dueto, no qual o usuário pode dividir a tela com um vídeo gravado por amigos ou celebridades.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore

Receba notícias em primeira mão

Coloque seu email abaixo

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Somos contra SPAMs e mensagens não autorizadas